April 22, 2019

October 9, 2018

August 22, 2018

August 6, 2018

Please reload

Posts Recentes

EU GOSTO DA EUROPA E A EUROPA GOSTA DE MIM

June 30, 2019

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

BECK

September 9, 2014

 

 

O primeiro show principal internacional daquele Rock In Rio III era do Beck, um cara que vinha sendo chamado de o novo David Bowie, que estava revolucionando a música. Logicamente que uma comparação com o David Bowie era muito exagerada, mas o cara vinha realmente revolucionando em alguma coisa. Parece que foi caindo no ostracismo com o tempo, pois faz muito tempo que não escuto nada de novo dele, desde Everybody’s Got To Learn Sometimes que ficou famosa com o filme Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças.

 

Antes de começar o show alguns idiotas faziam piadas infames como “Onde está o Beck?”, e riam procurando por algum baseado no bolso. Humor infantil. Vitor não tinha paciência pra este tipo de humor. Sentia certa vergonha alheia que o incomodava. Quando ninguém achava mais graça o idiota repetia “Onde está o Beck?” e ria sozinho.

 

Finalmente Beck entrou em cena tocando Novacane, seguida de The New Pollution. Ambas eram do álbum Odelay, seu trabalho mais famoso que havia sido lançado em 1996. O show teve mais músicas do Odelay do que do álbum Midnite Vultures que era mais recente. Beck ainda hoje grava suas músicas, neste ano de 2014 mesmo lançou o Morning Phase, mas naquele show parecia que ele meio que confirmava algo do tipo “Odelay é meu melhor álbum mesmo, então não vou cantar muitas músicas do álbum novo que não vale a pena”. E isto era estranho.

 

Logo em seguida tocou Loser, a música que o catapultou para o estrelato. Quem aqui viveu nos anos 90 e nunca ouviu Loser é porque estava passeando em alguma colônia em Marte na época. A galera foi a loucura. O idiota perto de Vitor dava uma tragada no baseado e falava alto pra ele mesmo “Putz, este Beck tá da hora!”.

 

Foi só na quarta música que o álbum novo deu as caras, com Mixed Bizness. Ele acabou tocando só mais duas dos novos sons, Nicotine & Gavy veio logo na sequencia e Milk & Honey foi tocada lá pro meio do show.

 

Mas foi com a música Tropicalia, no meio do show, que Beck pareceu se encaixar bem com o jeito abrasileirado do festival:

 

you're out of luck
you're singing funeral songs
to the studs
they're anabolic and bronze
they seem to strut
in their millennial fogs
'til they fall down and deflate

 

Devil’s Haircut parecia que ia fechar a noite, a música chegou a ser número 1 nas paradas da MTV aqui no Brasil. O show estava muito bom e ele resolveu dar um bônus pra galera com Where It’s At. Se despediu e Vitor, que estava no meio da galera, conseguiu chegar mais perto do palco quando todos começaram a correr pro banheiro.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags