April 22, 2019

October 9, 2018

August 22, 2018

August 6, 2018

Please reload

Posts Recentes

EU GOSTO DA EUROPA E A EUROPA GOSTA DE MIM

June 30, 2019

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

FERZAN

September 18, 2014

 

Ferzan vive uma vida silenciosa, gosta de tocar sua guitarra porque ela é barulhenta. Gosta do barulho que ele mesmo não pode fazer. Gritar com as pessoas, falar palavrões ao Deus-Fungo, xingar seus amigos...  Seus amigos que também são integrantes do Formigas de Mercúrio. Ferzan que inventou o nome da banda, eles não fazem ideia de onde ele tirou a ideia, eles não fazem ideia do que é Mercúrio, eles não fazem ideia de quem é Ferzan.

 

Ferzan é o homem que sonha acordado, uma anomalia no Edifício, ninguém desconfia. Se os Duendes Mecânicos desconfiarem ele pode ser arrastado para o subterrâneo, ter o coração arrancado e viver uma eternidade com larvas crescendo em sua pele.

 

Fugir é inevitável, ele sabe que existe algum lugar de fuga, ele sabe que seus sonhos um dia o irão levar para o Maquinista, mas até lá ele precisa tomar cuidado. Sempre alerta. Suas ideias são um perigo. Ele sabe que a cerveja vem da cevada, ele sabe que pessoas plantam a cevada, sabe sobre o processo de fermentação, sabe de tudo por causa dos sonhos que tem. Mas tudo acontece no Mundo Posterior. Ferzan sabe mais do que gostaria sobre tudo.

 

Seus olhos nunca se fecham. Quando fica muito tempo focando algo o Mundo Posterior se abre para ele, não se lembra exatamente quando isso começou. Sua memória não é boa, por mais que tente se lembrar do Mundo Anterior, não lhe vem nada.

 

Enfraquecidos o tempo todo, só para poder passar o tempo
Eu em meu próprio mundo, sim você aí ao lado
As aberturas são enormes, olhamos de cada lado
Nós éramos estranhos e por muito tempo distantes

 

Ele canta o trecho da música sabendo que a música não foi composta por ele. Nenhum dos integrantes da banda imaginaria que as letras não são compostas por ele. Bram já tentou compor algumas músicas, mas não ficaram tão boas. Ferzan é o grande compositor, mas nada é composto por ele. Tudo vem dos sonhos acordados.

 

Ele é estranho para um guitarrista, gosta de ficar nas sombras, afastado de tudo, longe das badalações da banda. O mais quieto, o mais discreto e o mais distante deles. Seus amigos se acostumaram com seu jeito esquisito, mas muitas pessoas preferem não se acostumar, não se aproximar.

 

Distante.

 

Sonhando.

 

Os Duendes Mecânicos não podem saber dele. Ferzan não pode confiar em ninguém, contar pra ninguém, pois os Duendes Mecânicos estão em toda parte. O Deus-Fungo não é onisciente, se fosse, Ferzan já estaria morto.

 

- Foda-se o Deus-Fungo – ele diz em voz alta. Arrepende-se no exato momento, mas nada acontece. “É...” – pensa – “O puto não é onisciente”.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags