April 22, 2019

October 9, 2018

August 22, 2018

August 6, 2018

Please reload

Posts Recentes

EU GOSTO DA EUROPA E A EUROPA GOSTA DE MIM

June 30, 2019

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

MICROSCOPIA AVANÇADA DE CÉLULAS DANÇANTES

October 26, 2015

 

E se você pudesse pegar um microscópio e olhar as células de Bram?

 

Você veria que cada célula é um ser vivo completamente independente e tem sua vida própria, elas dançam, elas cantam e elas vivem suas vidas exatamente como Bram ou seus amigos. As células são seres vivos com seus sonhos e pretensões salariais, sem ter a mínima consciência de que fazem parte do corpo de Bram.

 

Há uma célula do seu joelho que reza toda noite para que consiga cantar como aquela vagabunda da outra célula, que faz parte do seu pescoço e roubou seu namorado.

 

Dyoníza, aquela célula simpática que todos adoram amar, vive em seu ritmo frenético pra conquistar likes naquela rede social que está bombando no mundo microscópio do corpo de Bram. Ela posta várias fotos das baladas, dança melhor do que qualquer outra célula, mantém a forma indo na academia todos os dias e adora um sexo casual.

 

Bram bebe uma cerveja com sua namorada Imala naquele momento em que Dyoníza aproveita a night com aquele som eletrônico pesado na pista de dança.

 

- E se a gente for células de um ser superior? – pergunta Bram depois de beber seu décimo e segundo copo de cerveja.

 

- Que porra tu tá falando?

 

- Tipo assim, eu e você sermos partes vivas de um mesmo ser, se eu te machucar, na verdade estou me machucando.

 

Imala não estava em condições de acompanhar os pensamentos do namorado e apenas levantou a sobrancelha.

 

O último gole de cerveja desceu aliviando.

 

- Que diferença faz se uma célula nossa deixar de existir? – Bram tentava formular algo com base no mundo do Edifício onde a morte não existia, mas tudo era confuso em sua mente.

 

- Eu acho que é melhor parar com a cerveja por hoje – disse Imala de bom humor, aproximou o rosto de Bram e lhe deu um beijo, com a unha deu um beliscão em sua bochecha.

 

 

Beliscão fatídico, enquanto Dyoníza dançava loucamente na última festa de sua existência, foi esmagada e deixou de existir no mesmo instante por culpa de Imala. Bram deu um último gole antes de ir pra casa, nunca em toda a sua existência Dyoníza fez alguma diferença para ele.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags