April 22, 2019

October 9, 2018

August 22, 2018

August 6, 2018

Please reload

Posts Recentes

EU GOSTO DA EUROPA E A EUROPA GOSTA DE MIM

June 30, 2019

1/9
Please reload

Posts Em Destaque

VIDAS DESPEDAÇADAS

March 31, 2018

 

 

Março. Mês que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Rio de Janeiro, 14 de março de 2018, (por volta das) 21h30, Marielle Franco foi executada a tiros no bairro Estácio.

 

Neste mesmo dia, nesse horário, eu estava em uma palestra na universidade onde estudo, escutando mulheres falando sobre mulheres. Uma das palestrante (negra) estava falando sobre as mulheres negras, falando sobre violência contra as mulheres negras. Neste dia, mais uma mulher morreu. No momento em que a palestrante falava, uma mulher negra era assassinada.

 

Já falei sobre a violência contra a mulher no mês de janeiro (você pode ler a crônica neste link), mais especificamente sobre estupro. Este mês eu pensei que falaria sobre qualquer outro assunto, menos sobre violência contra mulher novamente, mas parece que a vida nos prega peças.

 

Segundo o Dossiê Mulher 2017[1], no estado do Rio de Janeiro, em 2016, foram cometidos 396 homicídios dolosos contra mulheres. Em um ano, 396 mulheres foram assassinadas, uma média mensal de 33 mulheres assassinadas.

 

Marielle era socióloga, vereadora, feminista, lésbica, militante dos direitos humanos, mãe, filha, irmã, companheira, moradora do Complexo da Maré. Sua morte traz suspeitas de que a polícia a tenha executado, já que alguns dias antes a socióloga denunciou a brutalidade das forças armadas na favela. Em fevereiro, o senado aprovou um decreto assinado pelo presidente Michel Temer determinando uma intervenção militar no Rio de Janeiro. Violência. Violência contra as mulheres, contra os negros, contra o pobre morador da favela/periferia. A violência é nossa companheira diária. Violência é o nosso medo, nossa voz calada diante de tanta brutalidade, violência é despedaçar sonhos dos seres humanos.

 

Cada dia que passa é mais uma decepção e uma tristeza. Cada dia que passa esse país vai de mal a pior. E enquanto isso, mulheres e negros são os alvos de uma ditadura nada velada que tem assolado o Brasil.

 

Precisamos nos unir para que não haja mais mortes de inocentes e nem que tenhamos nossos direitos dizimados. E assim, seguimos em luto por mais uma morte!

 

------------------------------------------------

 

*Ao som da música Zombie, de The Cranberries.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags